Páginas

domingo, abril 29, 2012

Presentinho

A secretária da minha coordenadora
é uma menina (moça) muito atenciosa
e sempre de bem com a vida.
Outro dia pensava em agradecer
(materialmente)
as muitas gentilezas dela.



Ainda bem que ela fez aniversário
(assim é mais fácil presentear).


sexta-feira, abril 27, 2012

Sapear

Decorar com sapos
(e coelhos e corujas)
é uma arte!
Comprei o tecido com as estampas de sapos
há um bom tempo
e andei sofrendo para fazer uma combinação
até que coloquei este poá ao lado...


Lindo demais!


quarta-feira, abril 25, 2012

Cartonagem

Fiquei vários dias pensando numa pastinha personalizada.
Queria tanto carregar meus papéis numa pasta com minha cara
(na verdade, com umas corujas estampadas).
Pensei...
Calculei.
Transpirei...










Consegui!
Amei!
Cada uma tem um nome 
inspirado em pessoas queridas
(ou estas pessoas inspiraram a seleção de tecidos e cores).
Amando!



segunda-feira, abril 23, 2012

Costurando zíper

Tinha uma pequena vergonha guardada:
Não sabia como colocar um zíper.
Fui em alguns sites, perguntei a uma amiga...
Mas, continuava achando tudo uma verdadeira novela
(de Silvio de Abreu que tem mais mistério).
Encontrei um blog e fui à luta
em plena 6ª feira da paixão
(dia perfeito para aprender/desenvolver uma nova habilidade).

 Mundinho lilás!
Penso na Letícia...

 Amando as corujas!!

Não gostei tanto da experiência!
Mas, sei que não ficarei mais “na mão” na hora do sufoco.



sábado, abril 21, 2012

Amor de Almofada

Tenho um banquinho de madeira
que é ótimo para subir e
alcançar algo que está no alto.
O Filho da Sogra gosta de apoiar os pés
no tal banquinho.
Mas, o post é sobre uma almofada e não sobre o banquinho...
Sentar nele e fazer minhas artes em caixas
é a principal finalidade do banquinho.
O detalhe é que o banquinho pede uma almofada.
Resolvi testar minhas habilidades na máquina de costura
e o resultado está aqui:


Tão linda que nem quero usar lá na Sacada.
Preciso fazer outra.


quinta-feira, abril 19, 2012

A festa

Pensei em fazer uma comemoração  
à altura do aniversariante,
mas lembrei que ele gosta mais de comemorações reservadas.
Fizemos nossa comemoração em família:



Nós três no lugar que gostamos muito!


terça-feira, abril 17, 2012

Foi na Páscoa

Tenho uma amiga/irmã há uns 15 anos. Com as outras poucas e verdadeiras amigas
a história é parecida: Nos conhecemos e em pouco tempo descobrimos que somos muito parecidas.

Com esta amiga há algo impressionante: sabemos quando a outra precisa de nossa atenção; no meio do dia vem o pensamento... Preciso ligar porque sei que ela está esperando esta ligação. Nada de ser sensitiva, apenas uma amizade muito forte.

Estamos morando em cidades distantes há alguns anos e nos vemos com uma frequencia bem menor do que desejamos. Os esposos são amigos (isso é ótimo para mantê-los ocupados em nossas conversas sem fim) e nossas crianças crescem cultivando uma amizade verdadeira (e genética: de pais para filhos). 

Várias artes que fiz (e faço) são pensando nela e na filha (minha sobrinha de coração) e nesta Páscoa chegou um presente duplo:



Amei!
Amando!!!


sábado, abril 14, 2012

Vida de arteira







Fazer arte é uma alegria!

Alguns devem pensar que tenho tempo disponível e que não faço mais nada na vida além de me deliciar com as artes... Engano!

Trabalho muito! Começo o dia sendo mãe, esposa, dona de casa e dona de um peludo (lindo e levado!). Então, a vida não é muito fácil, pois há casa para limpar e cuidar; roupa para lavar e passar (socorro); comida para fazer (suando porque não sou tão hábil com as panelas e o fogão), além de continuar calma e paciente com as agruras que meus queridos enfrentam pelo dia e pela vida.

Continuo a vida enfrentando o trânsito. São mais ou menos 20km até a Clínica onde atendo duas vezes por semana (aguardando e desejando ampliar estes dias) e mais este todo de distância para voltar. Ainda vou conciliando tudo com minha função de coordenar estágios do curso de pedagogia (meu ganha pão principal) e com as aulas lá (uma vez por semana no período da tarde e nas noites).

Se isso é pouco? Não!

Se preciso de tudo isso? Ainda preciso de mais um pouco! 

Para aliviar tudo isso... Vou ali na sacada e ocupo meus pensamentos e minhas mãos produzindo um pouco das artes que tanto amo. É uma verdadeira terapia! Um alívio para minhas somatizações (que não são poucas) e para meu desgaste com as encrencas do trabalho e da correria da vida em cidade grande e em sociedade (sou um ser sociável, mas nem tanto). Preciso destas tintas, das agulhas, dos tecidos, dos pincéis, das caixinhas (amo demais!) para manter minha sanidade, pois ainda não estou 100% do que foi o desgaste físico e emocional de um ano atrás, mas sei que posso conviver com as enormes frustrações - enquanto houver momento para as artes.

Viva a vida de arteira e o espaço (pequeno) que tenho.





quinta-feira, abril 12, 2012

"A origem" e "carros"

Isso aqui não é uma alusão aos filmes
(com estes títulos).
Este post é uma referência ao início de minha vida de 
arteira.
Tudo começou enquanto todos
Queria uma embalagem bonita para colocar o presente
(para o presente que ganhamos: a alegria que é ter este meninão)
e nada estava atendendo minhas expectativas.
Dentro da loja e escolhendo caixas...
Caixas!!
Foi aí que tudo começou!
Uma caixa; tinta verde; um pincel e uns papéis.
Jamais imaginava que continuaria aprendendo a usar
todos estes materiais juntos.

Inspirada na origem:



O bebê já está crescido.
Ama carrinhos e o filme "Carros".



terça-feira, abril 10, 2012

Dia de Festa

Dia de festa!
Dia de alegria e de
Comemorações!


Hoje
o Filho da Sogra 
(meu maior amor)
está aniversariando!
Vivas mil à vida!


sexta-feira, abril 06, 2012

Páscoa

A páscoa foi comemorada por Cristo e pelos discípulos 
em lembrança à 
Liberdade!
A última páscoa de Cristo mostra
Sua vida,  morte e  ressurreição.
Relembrando esta Páscoa
e a amizade de Cristo e seus discípulos
uns agrados às amigas de trabalho:









E o coelho?
E os ovos de chocolate?

quarta-feira, abril 04, 2012

Bateria

A bateria da máquina fotográfica
está falhando...
Sem chances de fazer umas fotos novas,
por enquanto.


Tenho saudades do que não vi
e do que não conheci...
Imagino que, no passado, as máquinas fotográficas
causavam outras preocupações.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails