Páginas

segunda-feira, outubro 31, 2011

2ª feira... Ufa!

Que alívio!
Chegou a 2ª feira e (claro!) já está quase acabando. 


Apenas uma pessoa que sofre de ansiedade é capaz de entender o que é desejar uma 2ª feira.
O final de semana estava ótimo (maravilhoso, mesmo!)
mas, precisava enfrentar este dia e vê-lo acabar.
Hoje foi o último dia do estágio de Arteterapia
e a última oficina foi de culinária.




Que alívio confirmar que
foi tudo muito bom!

sábado, outubro 29, 2011

Viva a Vida!

"Viver e não ter a vergonha de ser feliz"

Comemorar


"Eu sei, eu sei
que vida devia ser 
bem melhor e será
mas isso não impede que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita..."


quinta-feira, outubro 20, 2011

Amo ler

Eu e muitas outras pessoas receberam um email
com propaganda de livros grátis.
Fui la no site e enviei meus dados.
Pós greve dos Correios
eis que meus livrinhos chegaram:


Literatura infantil serve para todos
e na minha área profissional é indispensável.
Amo ler!

Outras mais

Da série inspiração
de primavera










Estas são maiores que as anteriores
e ainda lindinhas!


sexta-feira, outubro 14, 2011

Mais umas caixinhas

Mais caixas feitas com 
muito carinho:

 Por dentro com tecido

Pensando em meninos/homens
 Por dentro com tinta

Mais para meninas
 Cor da tinta combinando com os tecidinhos

Para meninas e para meninos 

Realizada com tudo isso!

terça-feira, outubro 11, 2011

Recesso furado e umas artes

A amiga fez outra encomenda
com tudo escolhido por ela
 e que amei fazer!






Detalhe (não das artes) da disponibilidade de tempo em plena 
2ª feira à noite que seria de trabalho:
Aceitei, 
pela 1ª vez na vida profissional,
fazer "acordo" com os alunos e, assim, duas turmas estão desfrutando a 
semana do saco cheio!
Enquanto isso... o ensino básico fez o recesso escolar 2ª e 3ª feira
enquanto o ensino superior fará o recesso 5ª e 6ª feira.
Ou seja: aulas e estágios na vida de estudante e
outras turmas e reuniões na vida de professora
mais os dribles da vida de mãe: o filho está em casa de recesso (né?).


domingo, outubro 09, 2011

Gêmeos

Pensando em criaturas semelhantes
e lembrando dos meus irmãos gêmeos...
Fiz as caixinhas abaixo
para dois que virão ao mundo
nos próximos meses:




Amo azul!
E viva (nos dois sentidos) 
a semana mais curta!


sábado, outubro 08, 2011

Necessidades e Desejos

Pessoa consciente e politicamente correta
sabe a diferença entre desejos e necessidades.
Assim, sempre penso se preciso (mesmo!)
antes de gastar

Precisar...?
Precisar eu não preciso
(então, não é necessidade)

Pensando numa bolsa e num par de sapatos
desta cor:


Encontrei a bolsa no coleção arezzo 
e o sapato (maravilhoso) numa vitrine corello.

Mas, que eu quero...
Ah, eu quero!

quarta-feira, outubro 05, 2011

É o mês!

Semana que vem tem um feriado
e um recesso acadêmico
(oba!)
Dia dos Professores!

No final do mês tem o feriado
dos funcionários públicos
(que não sou mais),
mas é o meu mês!

O Filho da Sogra adiantou o presente
que acabou de chegar:


ôô!! Vivas mil!


sábado, outubro 01, 2011

Ser mãe (e o paraíso?)


15 anos de maternidade!

É isso mesmo! Esta semana meu filho completou 15 anos! Ou seja, há 15 anos sou mais uma daquelas que "padece no paraíso" das mães. 

Por etapas: que paraíso é este? Uma pessoa disse que este paraíso significa que é muito bom ser mãe e que há muitas alegrias nisso, mas quando o filho fica doente ou quando alguma coisa não está muito boa é o padecimento. Apreciei a linha de pensamento dela, pois prefiro isso às repetições dos ditados populares sem fundamento, mas fiquei pensando em que paraíso é este (?). 

Há, sim, muitas alegrias na maternidade e sou mãe coruja (100%) porque acredito que o meu é o filhote mais lindo, mais inteligente e mais capaz de argumentar com coerência e eloquência (e mais todos os adjetivos possíveis aos filhos). Junto com as alegrias vem o orgulho (cuidado com os pecados capitais!) de ter um filho - mais orgulho ainda quando ele é brilhante! - que corresponde às expectativas dos pais e da família (já disse que sou coruja, né?). Deve ser este o "paraíso":  as realizações pessoais das mulheres intituladas mães - como eu.

Acordando de todos estes doces sonhos... Ops! Para estar neste paraíso há muitas noites mal dormidas; consultas médicas com os pediatras; reuniões com professoras (reunião de pais e mestres! Onde estão as mães nestas reuniões?? Isso porque só vejo mães por lá e um ou outro pai); concertos infantis onde os ouvidos apurados conseguem ouvir o que há de melhor naquelas notas mal tocadas... Este paraíso existe porque as mulheres precisam acreditar que abriram mão da vida própria em nome do coletivo - nunca mais está só na vida - porque há sempre outro ou outros na vida delas - quando abrem a bolsa e não tem mais apenas artigos femininos e as listas de compras atendem as necessidades deste/s outros/s.

Nesta semana (de aniversário) e nas anteriores o filho vive o auge de sua adolescência. Há dias de ternura e dias de rebelião. Há momentos de candura e momentos de mostra extrema de força. Amo, sim, a adolescência! Mas, a instabilidade (tão conhecida no universo feminino) tem outras tonalidades na explosão hormonal de quem vive a adolescência. Claro, também, que agradeço aos Céus porque tenho um moço e não uma moça (pois, desejava ter um menino), mas (oh) como dá trabalho! É este mesmo o viver no paraíso?

Desde a desconfiança da gravidez e da confirmação de que um rebento estava em desenvolvimento, aqui dentro, já tive a certeza de que não seria mais a mesma. Sei que mudei. A maternidade transforma. Penso numa tigresa: que bicho lindo! Mas, nem é possível se aproximar de sua cria. De ve ter sido isso que aconteceu comigo. Ganhei coragem para ser firme e para insistir em minhas opiniões, além de apreciar tudo que desconhecia sobre a maternidade. Provavelmente, é a busca do paraíso perdido para encaixar o herdeiro e já vivendo neste paraíso - para preparar a vida.


Ser mãe é tudo isso e mais um pouco! Humm... e o paraíso?



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails