Páginas

sábado, dezembro 31, 2011

Gratidão

"Reconhecimento por um benefício recebido"

Aqui o reconhecimento é por mais de um benefício recebido. O ano está com as horas contadas e não é preciso fazer balanço ou retrospectiva. Hoje é (mesmo!) dia de gratidão.

Após 45 dias de comemorar 20 anos de namoro, hoje comemoramos 18 anos de casados. Felizes! Casal! Companheiros! Amantes! Amigos! Parceiros... "18 anos de casados é mais tempo do que 20 anos de namoro" (palavras do esposo amado); "os dois anos de namoro foram bons, mas os anos de casados contam muito mais". Contamos os tempos felizes e nem lembramos se tivemos ou não amarguras individuais. Sofremos juntos as perdas irreparáveis da vida (meu pai, minha amiga da adolescência, minha cunhada e meu sogro) que nos uniu mais. Crescemos como casal e individualmente. Nos transformamos em pais e, consequentemente, mais desprendidos de nossas vidas e nos transformamos em nós três Torres (sobrenome do sogrinho, que carregamos com orgulho). Gratidão porque viramos família.

Quanta vida juntos! É motivo de gratidão!

Depois de um período de afastamento do trabalho é momento de agradecer por este trabalho. O mesmo que oprime é o que leva ao crescimento profissional e pessoal - o contato com pessoas transforma a alma - e proporcionou a realização do desejo (guardado no coração por muito tempo) de cursar psicologia. Gratidão dupla: ter trabalho e a possibilidade de ter um novo trabalho.

Encarar a vida com seus altos e (muitos) baixos durante este ano não foi fácil. É momento de agradecer a vitória sobre as tribulações internas e a vitória sobre as tribulações externas. Ainda não tenho todas as realizações e todas as barreiras emocionais vencidas, mas tenho a certeza da possibilidade de realizar e este otimismo faz diferença para olhar adiante.

Gratidão pela oportunidade de vislumbrar mais um ano adiante e ver que as promessas de vitória se renovam a cada manhã.

Que venha 2012!



sexta-feira, dezembro 30, 2011

Momento Menina

Agrados de titia
à sobrinha amada
(que pediu a Barbie Noiva)


...E ganhou junto
o Ken Noivo!

Artes de natal

Esta linda caixa foi do começo do mês
(participação do filho na orquestra)
para presentear uma criança:




Amei preparar tudo!

quarta-feira, dezembro 14, 2011

Formanda em Psicologia

Demorou...
Está muito em cima da hora
Mas, agora, sou formanda em
Psicologia


Uma grande vitória!
Agradeço e compartilho com alguns queridos:
Esposo, Filho 
alguns grandes e queridos amigos do coração
que estiveram orando e apoiando
durante todo o (longo) tempo e,
principalmente, 
nestas últimas semanas.

Obrigada ao Pai do Céu!


quarta-feira, dezembro 07, 2011

Oração ao tempo

És um senhor tão bonito
Quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido
Tempo tempo tempo tempo...

Compositor de destinos
Tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo
Tempo tempo tempo tempo...

Por seres tão inventivo
E pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos
Tempo tempo tempo tempo...

Que sejas ainda mais vivo
No som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo
Tempo tempo tempo tempo...

Peço-te o prazer legítimo
E o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício
Tempo tempo tempo tempo...

De modo que o meu espírito
Ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios
Tempo tempo tempo tempo...

O que usaremos prá isso
Fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e comigo
Tempo tempo tempo tempo...

E quando eu tiver saído
Para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido
Tempo tempo tempo tempo...

Ainda assim acredito
Ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo
Tempo tempo tempo tempo...

Portanto peço-te aquilo
E te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo
Tempo tempo tempo tempo...
(Caetano Veloso)

terça-feira, novembro 15, 2011

Necessidades e Desejos II

Feriado comemorativo
e a necessidade de atender uma encomenda
(50 caixinhas)
que está apenas no começo.


Um tempo atrás falei em desejos
Parte boa da vida 
quando os desejos se realizam pelas mãos
e coração da amiga Lila
(esta bolsa linda!)


Sonhava com os sapatos...
Vieram pelo aniversário
(que foi no mês passado)
durante um passeio com outra amiga do coração
e seu príncipe


Gratidão maior pela amizade sincera
e companheirismo.

segunda-feira, novembro 14, 2011

20 anos

Há 20 anos aceitei o convite de sair com um moço do colégio (internato/faculdade) para passear. Não tenho certeza se sabíamos para onde queríamos ir, pois queríamos sair juntos, mas combinamos que poderíamos comer um "galeto" (frango grelhado, acho). É divertido dizer lembrar que não comemos nada disso.

Passeamos o dia inteiro.

Lá na estação de metrô olhamos o mapa e ficamos escolhendo possíveis lugares para passear (fizemos isso muitas e muitas vezes depois) até decidirmos ir até o Museu do Ipiranga - depois de passearmos pela Praça da República e outras ruas pelo Centro. Andamos muito. Nos divertimos muito. Conversamos muito. Tudo foi "muito"!

Dia memorável!

Juntos há 20 anos em vida de namoro!




sábado, novembro 05, 2011

Eu fui

O filho e o sobrinho,
além de ex-aluninhos (grandões agora)
tocaram.
Uns amigos do coração estiveram lá
prestigiando.


Foi lindo!!

segunda-feira, outubro 31, 2011

2ª feira... Ufa!

Que alívio!
Chegou a 2ª feira e (claro!) já está quase acabando. 


Apenas uma pessoa que sofre de ansiedade é capaz de entender o que é desejar uma 2ª feira.
O final de semana estava ótimo (maravilhoso, mesmo!)
mas, precisava enfrentar este dia e vê-lo acabar.
Hoje foi o último dia do estágio de Arteterapia
e a última oficina foi de culinária.




Que alívio confirmar que
foi tudo muito bom!

sábado, outubro 29, 2011

Viva a Vida!

"Viver e não ter a vergonha de ser feliz"

Comemorar


"Eu sei, eu sei
que vida devia ser 
bem melhor e será
mas isso não impede que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita..."


quinta-feira, outubro 20, 2011

Amo ler

Eu e muitas outras pessoas receberam um email
com propaganda de livros grátis.
Fui la no site e enviei meus dados.
Pós greve dos Correios
eis que meus livrinhos chegaram:


Literatura infantil serve para todos
e na minha área profissional é indispensável.
Amo ler!

Outras mais

Da série inspiração
de primavera










Estas são maiores que as anteriores
e ainda lindinhas!


sexta-feira, outubro 14, 2011

Mais umas caixinhas

Mais caixas feitas com 
muito carinho:

 Por dentro com tecido

Pensando em meninos/homens
 Por dentro com tinta

Mais para meninas
 Cor da tinta combinando com os tecidinhos

Para meninas e para meninos 

Realizada com tudo isso!

terça-feira, outubro 11, 2011

Recesso furado e umas artes

A amiga fez outra encomenda
com tudo escolhido por ela
 e que amei fazer!






Detalhe (não das artes) da disponibilidade de tempo em plena 
2ª feira à noite que seria de trabalho:
Aceitei, 
pela 1ª vez na vida profissional,
fazer "acordo" com os alunos e, assim, duas turmas estão desfrutando a 
semana do saco cheio!
Enquanto isso... o ensino básico fez o recesso escolar 2ª e 3ª feira
enquanto o ensino superior fará o recesso 5ª e 6ª feira.
Ou seja: aulas e estágios na vida de estudante e
outras turmas e reuniões na vida de professora
mais os dribles da vida de mãe: o filho está em casa de recesso (né?).


domingo, outubro 09, 2011

Gêmeos

Pensando em criaturas semelhantes
e lembrando dos meus irmãos gêmeos...
Fiz as caixinhas abaixo
para dois que virão ao mundo
nos próximos meses:




Amo azul!
E viva (nos dois sentidos) 
a semana mais curta!


sábado, outubro 08, 2011

Necessidades e Desejos

Pessoa consciente e politicamente correta
sabe a diferença entre desejos e necessidades.
Assim, sempre penso se preciso (mesmo!)
antes de gastar

Precisar...?
Precisar eu não preciso
(então, não é necessidade)

Pensando numa bolsa e num par de sapatos
desta cor:


Encontrei a bolsa no coleção arezzo 
e o sapato (maravilhoso) numa vitrine corello.

Mas, que eu quero...
Ah, eu quero!

quarta-feira, outubro 05, 2011

É o mês!

Semana que vem tem um feriado
e um recesso acadêmico
(oba!)
Dia dos Professores!

No final do mês tem o feriado
dos funcionários públicos
(que não sou mais),
mas é o meu mês!

O Filho da Sogra adiantou o presente
que acabou de chegar:


ôô!! Vivas mil!


sábado, outubro 01, 2011

Ser mãe (e o paraíso?)


15 anos de maternidade!

É isso mesmo! Esta semana meu filho completou 15 anos! Ou seja, há 15 anos sou mais uma daquelas que "padece no paraíso" das mães. 

Por etapas: que paraíso é este? Uma pessoa disse que este paraíso significa que é muito bom ser mãe e que há muitas alegrias nisso, mas quando o filho fica doente ou quando alguma coisa não está muito boa é o padecimento. Apreciei a linha de pensamento dela, pois prefiro isso às repetições dos ditados populares sem fundamento, mas fiquei pensando em que paraíso é este (?). 

Há, sim, muitas alegrias na maternidade e sou mãe coruja (100%) porque acredito que o meu é o filhote mais lindo, mais inteligente e mais capaz de argumentar com coerência e eloquência (e mais todos os adjetivos possíveis aos filhos). Junto com as alegrias vem o orgulho (cuidado com os pecados capitais!) de ter um filho - mais orgulho ainda quando ele é brilhante! - que corresponde às expectativas dos pais e da família (já disse que sou coruja, né?). Deve ser este o "paraíso":  as realizações pessoais das mulheres intituladas mães - como eu.

Acordando de todos estes doces sonhos... Ops! Para estar neste paraíso há muitas noites mal dormidas; consultas médicas com os pediatras; reuniões com professoras (reunião de pais e mestres! Onde estão as mães nestas reuniões?? Isso porque só vejo mães por lá e um ou outro pai); concertos infantis onde os ouvidos apurados conseguem ouvir o que há de melhor naquelas notas mal tocadas... Este paraíso existe porque as mulheres precisam acreditar que abriram mão da vida própria em nome do coletivo - nunca mais está só na vida - porque há sempre outro ou outros na vida delas - quando abrem a bolsa e não tem mais apenas artigos femininos e as listas de compras atendem as necessidades deste/s outros/s.

Nesta semana (de aniversário) e nas anteriores o filho vive o auge de sua adolescência. Há dias de ternura e dias de rebelião. Há momentos de candura e momentos de mostra extrema de força. Amo, sim, a adolescência! Mas, a instabilidade (tão conhecida no universo feminino) tem outras tonalidades na explosão hormonal de quem vive a adolescência. Claro, também, que agradeço aos Céus porque tenho um moço e não uma moça (pois, desejava ter um menino), mas (oh) como dá trabalho! É este mesmo o viver no paraíso?

Desde a desconfiança da gravidez e da confirmação de que um rebento estava em desenvolvimento, aqui dentro, já tive a certeza de que não seria mais a mesma. Sei que mudei. A maternidade transforma. Penso numa tigresa: que bicho lindo! Mas, nem é possível se aproximar de sua cria. De ve ter sido isso que aconteceu comigo. Ganhei coragem para ser firme e para insistir em minhas opiniões, além de apreciar tudo que desconhecia sobre a maternidade. Provavelmente, é a busca do paraíso perdido para encaixar o herdeiro e já vivendo neste paraíso - para preparar a vida.


Ser mãe é tudo isso e mais um pouco! Humm... e o paraíso?



quinta-feira, setembro 29, 2011

Floral e poá

Fiz esta encomenda
para uma amiga querida
(um ou dois meses atrás)



A vida está um atropelo...

sábado, setembro 10, 2011

Sons de sábado à noite

Gosto não se discute e ter preferências é um direito pessoal. Pensando nisso é que a vizinhança costuma ouvir de tudo (em alto e bom som) acreditando que todos ao redor compartilham do mesmo gosto musical. Ô ilusão da/na vida!

Hoje, sábado à noite, é de esperar sons variados e de preferências diferentes das minhas, mas há uma calmaria na vizinhança... Não imagino que estejam bondosamente respeitando a lei do silêncio porque este não é um hábito comum e com o ajuste nesta lei sei que o barulho há de continuar. 

Sem muitas voltas... O silêncio das ruas pode estar associado à apresentação de Roberto Carlos na televisão nesta noite. Este é um som/ritmo que envolve mais pessoas. Nem adianta os opositores dizerem que é música de mau gosto ou que as excentricidades da pessoa são dispensáveis. Não sou fã de carteirinha e sei que há um trabalho de preservação e divulgação da imagem (dele) muito bem feito. Mas, preciso concordar que é um dos poucos que passa gerações e continua tocando e cantando - por aí - e que a interpretação de Jerusalém de Ouro agradou (lembra o filme Lista de Schindler?) tanto quanto gosto dela em hebraico

Minha geração (de nascimento) já ouviu de tudo e as canções de Roberto Carlos continuam na voz dele ou de outros em/de todos os estilos musicais (a lista vai de Jota Quest e Andrea Bocelli até Caetano Veloso e outros tantos). Nem precisa defender ou acusar, mas todos assumem que escutaram e que sabem quem é o cantor/compositor - isso não é para todos no meio artístico, já que tantos são esquecidos muito antes de começarem a carreira e vários caem no esquecimento total em pouco tempo. 

Tenho (até) algumas preferências no repertório dele e outras que não saem da cabeça porque foram escutadas quando criança (e meus pais nem tinham o hábito de ouvir rádio, mas as vizinhas, sim) facilitando a memorização e a nostalgia. Sei que os desafetos (outra vez eles) também têm suas músicas inesquecíveis e podem assumir que trazem lembranças e nostalgia - como para os demais mortais.

Créditos devidos! Ainda bem que há silêncio na vizinhança e que há outras opções de canais de televisão e o computador como opção aos sons de sábado à noite.


sábado, setembro 03, 2011

O valioso tempo dos maduros

"Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.

Tenho muito mais passado do que futuro.

Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.

 Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados.

 Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.

 Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.

As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa...

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana, que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade...

Só há que caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial."





M. de Andrade em:
http://www.recantodasletras.com.br/cronicas/2136834

domingo, agosto 28, 2011

Arte Trabalhosa

Já vivenciei o trabalho
de escolher tecidos,
recortar e 
juntar costurando...
Mas, inventei que queria fazer isso outra vez
e desta vez
para menina.



Que trabalheira
e teve um erro 
porque usei uma manta mais grossa.
Fiquei orgulhosa 
porque consegui usar
cores de/para meninas.

quinta-feira, agosto 25, 2011

Coisinhas

A máquina de costura
passou o mês de julho 
passeando pela casa.
Tentava fazer umas coisinhas...
Mas, nada estava dando certo.
Virou emergência fazer uns ajustes de linha e agulha...
Recuperei umas toalhas de cozinha:




Precisava de um forro que cobrisse toda a geladeira,
outro para o microondas e
mais um para o exaustor - quando desligado
(a poeira consome tudo nesta casa).
Nada de grandes coisas!
Umas coisinhas...

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails