Páginas

sábado, janeiro 30, 2010

Pernas de fora


"Senta que lá vem a história..." 
(lembro do refrão num programa da Cultura)
Verão. Sol quente. Calor. Cidade de SP. Muito longe da praia amada (Cabo Frio) e desejando viver dias refrescantes, além de voltar ao trabalho (e às reuniões), pois encontro com os alunos só depois do dia 8/2. Até aí tudo normal. 
Mas, com o calor... quero as pernas de fora! 
Meu senso de vaidade é algo maravilhoso e atrasado, pois comecei a curtir os kits de maquiagem, esmalte, luzes, sandálias, bolsas, saias, vestidos e tudo mais depois da adolescência - bem depois. 
Então, neste calor maravilhoso e apaixonada por vestidos decidi, há dois verões, usá-los. Queria usar aqueles compridos e estampados, mas com 1,51 (isso mesmo!) concordei que não ficava sempre bom e comecei a curtir os curtos, também.
Estava na 1ª reunião do ano quando uma colega de trabalho perguntou se eu tinha "problema com vasinhos nas pernas" (?).
Como assim? E o qual o interesse do mundo externo ao meu nariz tem com isso? 
Claro que não disse nada, pois MEU problema com os vasinhos era quase insignificante. Quer dizer, teve um significado no passado até chegar no vascular e ouvir que não tenho nada com varizes e que a vaidade poderia fazer com que fizesse umas "aplicações" no inverno para não sofrer com os roxos.
Assim sendo, ouvi os comentários do mulheril sobre o vasinhos. Expliquei a o Filho da Sogra (amado esposo e consultor para assuntos de saúde, pois é da área) que o assunto estava despertando interesse e etc e tal. Ouvi coisas que todas as mulheres já sabem: é preciso ter cuidado com a vaidade; tem que ser um profissional - médico - especializado para fazer; blá, blá e mais blá.
Noutro dia, em que o mulheril lotou o carro comigo ao volante rumo à Campinas (de vestidinho outra vez), ouvi mais e mais e mais um tanto sobre os vasinhos e o objetivo concreto do tema: uma pessoa conhecida de todo mundo (todo mundo nada, pois eu não tinha o menor conhecimento da existência destas coisas. Ó vaidade! Onde andavas?) estava com um dia disponível para atender. Vivas mil! Agendamento completo!
O dia chegou e lá fui eu (verão de calor chuva e mais um vestidinho) mais todas as interessadas. As conversas da tarde foram ótimas para uma criatura que foi criada junto com mais quatro irmãos: vaidade, vaidade e mais vaidades - aplicações, botox, preenchimentos, celulite, blablablaá - e como viver com tudo isso.
Confesso que aprendi muito, mas estava temerosa diante do pensamento de que agulhas bem fininhas poderiam me causar dor.
Chegou minha vez... 
Senti tão pouca dor que encarei numa boa tudo aquilo! Nem acreditei, pois não consigo fazer a sobrancelha e a depilação com cera é algo emocionante. Fui aplaudida pelas mulheres e recebi elogios pelo resultado tão positivo diante das marcas discretas que estavam em minhas pernas.
O dia valeu! A experiência foi ótima! O contato com a mulherada que nem sou tão próxima foi interessante e proveitoso! E as pernas... Os vasinhos... Dois dias depois acredito que ainda estão por aqui, mesmo sem hematomas nas pernas ou qualquer outra marca - a pessoa deve ser ótima!
Ainda bem que a dor foi insignificante, pois vou esperar mais uns 15 dias para ver se somem, mesmo! Hoje, estou é sentindo cansaço nas pernas. Andei um pouco sim, mas não para isso.
Outra vez: ainda bem que a dor foi insignificante.

Ah! Minhas pernas não estão aí no post. Meus irmãos, carinhosamente, me chamavam de leite ou "galega", assim dá para ter noção da cor de minhas pernas (que insisto em manter de fora!), mas que já superei a vergonha e caminho para o mundo das vaidades e desejo ser "perua" (risos).

Homenagem

Ao meu irmão mais velho (aniversariante neste fim de semana):




(essa foi para dar muitas risadas)







Psicologia e psicoterapia

Cá estou mais e mais envolvida pela psicologia. Uma das melhores "obrigações" do curso é a necessidade de fazer terapia (psicoterapia). 
Todos nós sempre sentimos orgulho de todos os nossos "grilos" bem resolvidos e acreditamos que a terapia é só para quem está "pirando". Melhor correr em busca de ajuda enquanto não há necessidade. Melhor encontrar tudo bem do que esperar um dia precisar e ver que "negócio" ficou tão ruim que quase não tem jeito. É bem melhor "resolver" as manias e frustrações enquanto elas são simples e comuns a todos os humanos e mortais, pois depois de um tempo tudo fica cinza e sem brilho.
Acredito (estudando) que minhas paixões por artes, decoração, moda e beleza - tudo recente e que nunca imaginei ter - e minhas curiosidades pelo mundo da tecnologia - computador, linguagens, códigos e mais tudo que causava medo - ajudam muito no processo terapêutico.
E (é claro!) a terapeuta é  ótima! 
Ela deve ter um pouco de trabalho com a pessoa que vive cercada de gente, mas que não tem tanta intimidade com as pessoas porque não quer (porque está cansada de viver frustrações com as pessoas que se dizem amigas enquanto levam vantagens, pois quando descobrem que eu sou apenas eu mesma não gostam e querem cortar relações).
E o símbolo novo da Psicologia? 
1) A letra (23a do alfabeto grego) correspondendo ao nosso "psi" (adotado em todos os países como representação da Psicologia).
2) As 02 SERPENTES indicam OS SABERES (pluralidade) sobre essa ciência.
3) Os 02 RAMOS DE LOUROS (na parte inferior do símbolo) no mundo clássico significavam: glória, honra, orgulho, triunfo, vitória, laurel, preito, homenagem. 


(http://portalsaude.net/alex/simbolospsicologia.htm)


quarta-feira, janeiro 27, 2010

Aniversário da Cidade Maravilhosa

Pequena e simples homenagem à Cidade Maravilhosa:

























Não confundi nada! 
Esta cidade é maravilhosa, sim! Sei que a outra (aniversariante em 01/03 e não em 20/01) tem este título, mas há títulos dignos de ser maravilhosa:

  • capital sul-americana de feiras e negócios
  • 12º destino para eventos internacionais no mundo
  • 2ª maior frota de helicópteros do mundo
  • maior bolsa de valores da América do Sul



Há títulos vergonhosos, mas é melhor deixar para outro dia e não na semana do aniversário de 456 anos (mesmo com os estragos enormes causados pelas chuvas que deveriam ser esperadas).
Parabéns a todos os paulistas de nascimento, paulistas de coração, paulistas por adoção e paulistas por falta de opção!

imagens minhas

quarta-feira, janeiro 20, 2010

A todo vapor



Em muitos momentos da vida (pessoal e profissional) estamos vivendo em séculos passados...
Mas, é preciso acelerar um pouco mais!
As reuniões já estão acontecendo e isso significa que é 2010.




E lá vamos nós...





"Evite acidentes. Mantenha distância"





...E é melhor prestar bastante atenção, pois é preciso saber (bem!) para onde quer ir!


(imagens da internet)




terça-feira, janeiro 19, 2010

Tudo o que é demais enjoa


Tudo que é demais enjoa, já diziam as avós. Mas, algumas coisas nem tanto, podemos emendar.
Até que continuo achando lindos e fofos os sapos (que muitos não gostam nada), mas sapinhos demais neste layout cansam! Meus olhos ficam enjoados. Pensei que podem ser por causa do estilo de desenho e o verde está bem apagadinho, para o meu gosto.
Então, cá estou à busca de outras “carinhas” para o blog. E como este é um mistério já desvendado e não mais tão misterioso, estou mudando com a hipótese de mudar outra vez, caso não fique bem do meu agrado. É que com esta “nova cara” começo a acreditar que sou “delicadinha”! Que mal há nisso? Nenhum! Mas, nem consigo acreditar em tanto “frufru”! Então, viva a fase delicada da vida!
Fuçar estas “coisas” tem ajudado muito a colocar pensamentos e sentimentos no lugar em que deveriam ficar. Uma verdadeira terapia. E vivas mil à terapia!
A terapia é mais completa, ainda, pelo fato de que fico acompanhando diversos outros blogs e confirmei alguns gostos: artes (trabalhos com caixas, decoupagem, patchwork, scrapbooking); decoração (sonhos); fotografia; moda, entre outros. Tenho certeza que estou apaixonada por isso tudo! Tudo isso é muito bom, pois vou sempre a busca de aprender um pouco de cada.
Ainda bem que dá para contrariar o dito popular (tudo o que é demais cansa), pois nada disso cansou e... As férias/recesso chegaram ao fim.

sábado, janeiro 16, 2010

Perto do fim (ou do começo?)

Último sábado antes do fim do meu recesso...
Estava acompanhando o pessoal do estágio, mas com certa tranquilidade que não tenho, normalmente.
Já estou com o coração apertado porque está acabando não ter hora para acordar ou para levantar; ler o que dar vontade; assistir bobeira na tv; ter tempo disponível para internetear pelas artes, decoração, textos e fotos...
Obrigações à frente... E, aí volto a curtir a vida louca e corrida (nem acredito nisso!).
Então...

Virando e retomando o caminho de sempre.

quarta-feira, janeiro 13, 2010

Ano novo - Nova cara na casa

Ufa! Até que depois de treinar muito (aqui e aqui) e perder o medo de fuçar mais e mais consegui mudar a cara/roupa/layout do blog!
Sapo é uma paixão antiga!

Sapos e sapinhos estão guardados (aqui também) como uma paixão bem antiga. Tenho vários outros que, provavelmente, vou tirar dos arquivos e expor.

Mas, para quem não é tão fã dos verdinhos e gelados... Também sou fã dos peludos coelhos:

(imagem da internet)


...E fã de gatos e cachorros (já mostrado aqui e aqui). E mais fã do meu lindo peludo de quatro patas (aqui bem novinho).

Vamos ao ano de 2010!

segunda-feira, janeiro 11, 2010

E...



E as conversas pós festividades...
O Filhote diz: 
- Bem que a queima de fogos de SP poderia acontecer aqui nas imediações desta Ponte (aquela do novo cartão postal da cidade e que o SPTV usa como cenário de fundo), pois tem mais espaço.
Minha resposta:
- Seria interessante! No passado houve um Carnaval Fora de Época por aqui, mas nem existia a ponte.
Na volta do Centro:
- Mãe, seria bom mesmo que a queima de fogos acontecesse aqui. No alto daqueles prédios da Berrini (Avenida) poderiam  ter mais fogos... 
 - Sei... (sem querer reforçar o pensamento). 
- Mãe, precisaria de reforço na segurança. Vai que um cheio de graça resolve "pular" sete ondinhas no Pinheiros (Rio). Sabe como o povo é, né? Não pode ver água que pula para as simpatias e lá na Paulista (Avenida) não tem isso disponível.
- ...



E... 
A vida continua. Minhas caixinhas continuam com os probleminhas básicos de não secar.


(imagens da internet)

domingo, janeiro 03, 2010

S.O.S. DECOUPAGE

MINHAS CAIXAS DE MDF ESTÃO GRUDANDO!!!!!!


Não uso verniz.


Acusei a termolina.


Refiz algumas.


Usei cola em outras.


Já experimentei lustra móveis (composição semelhante à cera incolor).


Nada ainda!


Estou tentando o amido de milho (talco, também).
Mas, o Filho da Sogra acredita que depois pode voltar a grudar.


Aceito outras dicas...


S.O.S. DECOUPAGE



LinkWithin

Related Posts with Thumbnails